A palavra que nos salvou em 2020, corporativamente falando

Complete a frase: “2020 foi um ano muito …”

Obviamente, várias palavras podem caber aí nessa frase. Mas, em um ano como o de 2020, que viu explodir uma das maiores pandemias do mundo, uma palavrinha específica foi muito utilizada no meio corporativo: a palavra “DESAFIADOR”, além de algumas de suas variações já muito conhecidas, como a palavra “desafio”.

E, não sei se é só no meu feed, mas, ultimamente, eu tenho visto essa palavra ainda mais presente nas postagens das minhas conexões no LinkedIn, por exemplo, principalmente naquelas postagens resumo do ano. Não é pra menos. O ano realmente foi muito desafiador rs.

E, cá entre nós, essa palavra nos salvou, nós redatores e profissionais da área de comunicação, quando, muitas vezes, sem saber como traduzir em palavras as decisões difíceis que precisaram ser tomadas pelas nossas organizações, as dificuldades e dores enfrentadas tanto no campo pessoal quanto no profissional, precisávamos ser imparciais ao comunicar, sem julgamentos.

A palavra “desafiador” nos ajudou a dizer sem dizer tanto, deixando mais na mão do leitor o “desafio” de dar o significado que mais se adequava ao contexto de cada um. E certamente foi uma escolha estratégica. Para uns, o ano pode ter sido muito difícil, árduo, mas, para outros, pode ter sido um ano estimulante, impulsionador.

Eu fui olhar a etimologia da palavra desafiador (pois é, sou dessas rs). E olha que interessante, quase que poético, eu diria: essa palavra é uma junção de desafio* + dor. E não foi isso o que mais fizemos neste ano? Desafiar a dor? Obviamente, que esse “dor” é só um sufixo, que, no caso, transforma um substantivo em um adjetivo. Mas eu gostei de ver a poesia nessa junção.

Pra mim, essa poesia traduz, com graciosidade, nossa força em encarar obstáculos. Nos textos que eu tenho lido, essa força vem sempre expressa pelo “mas” muito em empregado na frase “2020 foi um ano muito desafiador, mas…”

Que venha 2021!

* O site Origem da Palavra informa que a “desafio” vem do Latim DISFIDARE, “renunciar à própria fé”, de DIS-, indicando afastamento, mais FIDES, “fé, confiança”. Na Idade Média seu sentido variou para “provocar, desafiar”.

Mais uma informação para nossa reflexão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s